Publicidade

Rihanna suspende venda de seus produtos como forma de protesto contra o racismo


A cantora e empresária norte-americana Rihanna, suspendeu recentemente a venda da sua linha de lingerie a “Savage” e da sua marca de beleza a “Fenty Beauty”, como forma de

protesto contra o racismo.

Rihanna suspende venda de seus produtos como forma de protesto contra o racismo

Ademais, muito insatisfeita com as situações de racismo, a cantora apoiou o movimento #BlackoutTuesday e decidiu interromper por um dia as vendas de suas 3 marcas.

“A LUTA CONTRA A DESIGUALDADE RACIAL, A INJUSTIÇA E O RACISMO NÃO PARA COM DOAÇÕES FINANCEIRAS E PALAVRAS DE APOIO.

EM SOLIDARIEDADE À COMUNIDADE NEGRA, AOS NOSSOS COLABORADORES, NOSSOS AMIGOS,

ÀS NOSSA FAMÍLIAS E AOS COLEGAS DE TODAS AS INDÚSTRIAS,

ESTAMOS ORGULHOSOS EM PARTICIPAR DO #BLACKOUTTUESDAY”

No entanto, ao comunicar que a sua equipa não trabalharia durante um dia, a mesma diz:

“A FENTY BEAUTY NÃO REALIZARÁ QUALQUER NEGÓCIO NESTA TERÇA, 2 DE JUNHO.

NÃO É UM DIA DE FOLGA, É UM DIA PARA REFLETIR E ENCONTRAR MANEIRAS DE FAZER MUDANÇAS REAIS”

Entretanto, a Fenty também anunciou que irá doar recursos para os grupos Movement for Black Lives e Color Of Change, de combate ao racismo.

Além disso, em comunicado, pediu-se a todos que se manifestassem contra a discriminação:

“PEDIMOS QUE VOCÊ SE MANIFESTE, SE LEVANTE CONTRA O RACISMO

E A DISCRIMINAÇÃO EM TODAS AS FORMAS”

Rihanna suspende venda de seus produtos como forma de protesto contra o racismo

Rihanna suspende venda de seus produtos como forma de protesto contra o racismo

Portanto, o movimento aconteceu na passada Terça-feira(02), nas redes sociais e foi abraçado por muitas celebridades, incluindo famoso cá em Angola.

O mesmo propunha postar quadrados negros para simbolizar um dia sem consumo em grandes plataformas.

Todavia, a intenção dos organizadores que tivesse um dia que as pessoas se conectassem a comunidades para promover a mudança:

“PARA SE DESCONECTAR DO TRABALHO E SE RECONECTAR À NOSSA COMUNIDADE

PARA UMA ETAPA URGENTE DE AÇÃO PARA PROVOCAR RESPONSABILIDADE E MUDANÇA”

A saber, desde o dia 25 de maio, protestos têm tomado conta de todo o território americano por causa do assassinato do segurança negro George Floyd pelo policial Derek Chauvin.

Recorde-se que o crime aconteceu em Mineapólis, e as imagens que mostram Chauvin ajoelhado no pescoço de Floyd, asfixiando-o, rodaram o mundo.

Rihanna suspende venda de seus produtos como forma de protesto contra o racismo

Entre os famosos que aderiram, além de Rihanna, estão Drake, Britney Spears e Kylie Jenner.

Sem comentários

Com tecnologia do Blogger.